Confira todos os itens

quinta-feira, 2 de fevereiro de 2012

Inter empata na Colômbia e fica com a vaga



O Internacional segue na luta pelo Tricampeonato da América! O time colorado empatou em 2 a 2 com o Once Caldas, em jogo disputado na noite desta quarta-feira, em Manizales, na Colômbia, e garantiu a vaga na fase de grupos da Libertadores.

Os colombianos fizeram 1 a 0 em uma cobrança de pênalti logo no começo da partida, mas D'Alessandro igualou o placar, também de pênalti, minutos depois. Tinga chegou a colocar o Colorado em vantagem no placar, mas González empatou ainda no primeiro tempo. Na etapa final, o Campeão de Tudo foi inteligente e soube administrar o resultado favorável que comçou a ser construído com a vitória de 1 a 0 no Beira-Rio, uma semana antes.

Na próxima fase, o Inter enfrentará Santos, Juan Aurich, do Peru, e The Strongest, da Bolívia. O primeiro jogo será na próxima quinta-feira (9/2), contra o Juan Aurich, no Beira-Rio.

Time modificado

O Inter encarou o desafio em Manizales com uma alteração em relação à escalação utilizada no jogo de ida, uma semana atrás, no Beira-Rio. O atacante Dagoberto, que havia torcido o tornozelo, iniciou no banco de reservas. Tinga foi aproveitado na sua vaga. O lateral Nei, que sentia dores no joelho, foi submetido a um teste momentos antes da partida, mas acabou sendo liberado para jogar. O Inter foi a campo com Muriel; Nei, Rodrigo Moledo, Índio e Kleber; Bolatti; Guiñazu, Tinga, Oscar e D´Alessandro; Leandro Damião.

Golpe duro no comecinho

O começo da partida não poderia ser mais complicado em Manizales. Logo a 1min, a bola foi cruzada para a área e Nei se chocou pelo alto com Beltrán. De forma surpreendente, o árbitro Francisco Chacon marcou pênalti. Nuñez converteu e fez 1 a 0 para o time da casa. O adversário colombiano seguiu pressionando. Aos 7min, após confusão na área colorada, a bola acertou a trave. Dois minutos depois, Nuñez chutou de fora da área e Muriel defendeu.

D'Ale empata, também de pênalti

Mas bastou que o Inter conseguisse encaixar um contra-ataque para igualar o placar. Aos 10min, Oscar recebeu grande lançamento de D'Alessandro, invadiu a área e foi derrubado por Casierra quando preparava o chute. Pênalti claro para o Inter! D'Alessandro, com a braçadeira de capitão, cobrou no cantinho direito, sem chance para o goleiro! 1 a 1.

Dois gols em três minutos

O jogo seguiu eletrizante, com as duas equipes buscando o gol. Aos 16min, Pajoy ficou cara a cara com Muriel, mas o chute saiu fraquinho, nas mãos do goleiro colorado. No lance seguinte, Leandro Damião cruzou da direita e Casierra quase fez um gol contra. A bola saiu pela linha de fundo. O Inter rondava a área do Once Caldas. Aos 21min, Kleber cruzou da esquerda, Oscar ajeitou com o peito para D'Alessandro, que tocou para Tinga na pequena área. O volante desviou com categoria, no canto esquerdo, para fazer 2 a 1. Mas a vantagem no placar não durou muito. Aos 24min, o Once Caldas envolveu a marcação colorada e González chutou para empatar novamente a partida.

Ritmo alucinante

O duelo no Palogrande era de tirar o fôlego. Inter e Once Caldas imprimiam um forte ritmo em campo. Era 'lá e cá', como se costuma dizer na gíria do futebol. Aos 28min, Nuñez arriscou de fora da área e a bola passou raspando a trave esquerda. Aos 34min, o Inter protagonizou uma jogada espetacular. Após uma troca de passes que mais parecia uma partida de futevôlei, tamanha era a qualidade dos toque, Damião escorou de cabeça para Oscar, que chutou por cima gol defendido por Martínez. A bola raspou o travessão!

Aos 36min, González chutou de longa distância e Muriel agarrou firme. Um minuto mais tarde, o camisa 1 fez defesa providencial após chute de Amaya, que sofreu desvio no meio do caminho. Aos 45min, D'Alessandro experimentou de longe, mas a bola tomou muita elevação.

Inter se fecha bem e aposta no contra-ataque

A primeira chegada forte do segundo tempo foi do Inter. Guiñazu chutou da meia-lua e o goleiro teve que se esticar todo para defender. A bola entraria no ângulo esquerdo, em uma excelente conclusão do volante argentino. Para reforçar a marcação, Tinga passou a atuar um pouco mais recuado no meio-campo junto a Guiñazu e Bolatti. A principal arma do Inter na etapa final, como não poderia ser diferente, era o contra-ataque.

Aos 9min, Pajoy cobrou falta e Muriel fez defesa parcial. Reinoso, em posição de impedimento, pegou o rebote e chutou para o gol, que foi bem anulado pela arbitragem. Aos 15min, Reinoso cabeceou perigosamente ao lado do gol colorado. A resposta do Inter foi imediata: D'Alessandro partiu com a bola dominada desde o meio-campo, invadiu a área, passou pelo zagueiro, mas a finalização foi com um chute fraco, facilitando a defesa do goleiro colombiano.

Aos 17min, Tinga deixou o jogo para a entrada de Elton. O Inter estava retraído no seu campo de defesa. O Once Caldas, por sua vez, lançava-se ao ataque na tentativa de diminuir a vantagem construída pelo Campeão de Tudo - precisava marcar mais dois gols para ficar com a vaga. Aos 21min, Pajoy cobrou escanteio fechado e quase supreendeu Muriel. Aos 26min, Reinoso concluiu de bicicleta, mas Muriel estava atento e fez a defesa com segurança.

Aos 31min, Kleber cruzou e Leandro Damião, livre de marcação, concluiu para fora, desperdiçando grande chance de ampliar. O Once Caldas seguia ameaçando. Aos 32min, Reinoso, sempre ele, desviou de cabeça e Muriel fez grande defesa, evitando o terceiro gol do time de Manizales. Aos 34min, Damião saiu para a entrada de Dagoberto. E aos 40min, por muito pouco o atacante não marcou o gol da vitória: o chute passou ao lado do gol.

"Sabíamos que não seria fácil, mas tivemos qualidade para marcar gols. Pena que ainda não estamos na nossa melhor condição física, mas foi uma bela apresentação", avaliou o técnico Dorival Júnior.

"Superamos a altitude e o Once Caldas. Tomaos um gol logo no começo do jogo, em um pênalti que acho que não foi, mas soubemos superar as dificuldades", disse Oscar.

Once Caldas (2): Muriel, Nei, Rodrigo Moledo, Índio e Kleber; Bolatti, Guiñazu, Tinga (Elton), D’Alessandro e Oscar (Fabrício); Leandro Damião (Dagoberto). Técnico: Dorival Júnior

Internacional (2): Neco Martínez; Ramos, Diego Amaya, Acosta e Casierra (Cuero); David Álvarez (Del Valle), Rivas, Mario González; Nuñez, Beltrán (Reinoso), Pajoy. Técnico: Pompilio Páez

Gols: Nuñez (O), aos 2 min do 1º tempo; D'Alessandro (I), aos 12 min do 1º tempo; Tinga (I), aos 23 min do 1º tempo; González (O), aos 25 min do 1º tempo.

Cartões amarelos: Nei, Oscar, Muriel (I).

Árbitro: Francisco Chacon, auxiliado por Jose Luis Camargo e Juan Rangel (trio mexicano).

Local: Palogrande, Manizales.
fonte:futbolnarede

Nenhum comentário:

Postar um comentário